Tai Chi Chuan

Prática Tradicional

Outras Práticas

Como Participar

Horários

Cursos

Prática Tradicional

Geralmente, se obedece o seguinte ritual nessas práticas (essa é uma base comum, mas os monitores têm uma certa margem de liberdade para variar):
a) Saudação taoista, afastando-se o pé esquerdo, para ficar na posição básica do tai chi (pernas abertas na largura dos ombros);
b) Meditação, em pé, por alguns minutos (o ideal seria ficar no mínimo uma meia hora, mas nosso tempo é limitado); 
c) Um pouco de alongamento;
d) Alguns exercícios leves;
e) Automassagem; 
f) Tai chi de 13 movimentos (nem todos os monitores o incluem);
g) Tai chi de 24 movimentos, forma simplificada de Pequim, de 1956;
h) Captação de energia solar;
i) Abraçamo-nos em círculo, dizemos nossos nomes para contagem, ouvimos informes (quando os há), lemos um poema de Tao te ching e, por fim, nos curvamos e dizemos as palavras FRATERNIDADE, SAÚDE E PAZ.

Energização, automassagem e tai chi chuan formam o tripé das lições que o mestre Woo ministra diariamente, há mais de 30 anos, na Praça da Harmonia Universal (EQN 104-105), em Brasília. O grupo que se reúne em torno da Associação Being Tao começa os exercícios pontualmente às 6 da manhã, dirigidos pelo mestre ou por um monitor.

A energização consiste, inicialmente, na prática de diversos exercícios de chi kung, movimentos leves e simples e respiração correta, a maioria dos quais massageia órgãos internos. Em seguida, abrem-se os canais de energia do corpo com leves pancadas, principalmente na região cervical, no abdome, nas axilas. Quando o sol nasce, é hora de captar energia por meio das palmas das mãos abertas na altura da fronte, hora de meditação e prática do autoperdão e do agradecimento.

A automassagem também reúne exercícios de chi kung utilizados para liberar os canais, fazer drenagem linfática, massagear os órgãos internos, das articulações e dos pontos identificados pela acupuntura, além de exercícios para os olhos. A automassagem no rosto retarda as rugas, ajuda a irrigação sanguínea nesta parte do corpo.

É importante dizer que a execução do tai chi chuan sempre é precedida pelo chi kung, para que o praticante adquira mais equilíbrio e concentração nos movimentos da série.

A automassagem, que é uma das formas de chi kung, é um remédio aprovado contra fatiga, insônia, tensão e fraqueza muscular, desordens circulatórias, problemas de pele e dores nas juntas. Feita devagar e com cuidado, a automassagem relaxa o corpo, melhora a circulação do sangue,  diminui a fatiga, revitaliza o corpo e estimula a circulação do chi (energia) no nosso corpo.

Para obter melhores resultados, as práticas devem ser diárias, observando  o limite e o ritmo de cada um. Antes da massagem  de qualquer parte do corpo, é necessário friccionar as mãos pelo menos 18 vezes, para seu aquecimento, sentir a energia curativa existente nas mãos e nas pontas dos dedos. Nossa concentração e nossa  intenção devem ser dirigidas a cada parte do corpo, que será  massageada e/ou friccionada com o propósito de cura ou de prevenção de doenças.

Cabeça – com os dedos das mãos massagear (leves tapinhas) iniciar pela fronte e seguir pelo couro cabeludo até o final da cabeça, em linha reta (sentido vertical).  Continuar a massagem  direcionando as mãos para o lado direito até chegar no lado esquerdo, no sentido horizontal.  Com as mãos espalmadas, tocar a fronte e parte posterior da cabeça, inverter as mãos e repetir a massagem. (Massagem para ativar circulação sanguínea)

Rosto – Friccionar o rosto todo começando pelas bochechas, seguindo pela testa e descendo em volta do nariz até o queixo, por três vezes ou mais. Descer a massagem pelo pescoço de baixo para cima e de cima para baixo. Isso ativa circulação sangüínea e previne rugas.

Olhos – Suavemente massagear com a ponta dos dedos os  lados dos olhos de fora para dentro e de dentro  para fora. De cima para baixo e de baixo para cima. Com as palmas das mãos pressionar levemente os olhos para dentro e depois soltar. Sem mexer a cabeça, girar os olhos  para cima, para baixo, circular no  sentido horário várias vezes. Pode-se utilizar o polegar direito  e o polegar esquerdo para auxiliar o direcionamento do olhar.

Nariz – Iniciar com a pressão dos indicadores  na base do nariz e em seguida com o indicador e o dedo médio massagear as laterais do nariz por 18 vezes ou mais. Continuar massageando os seios da face por mais 18 vezes.

Orelhas – Com as mãos espalmadas friccionar as orelhas para a direita e para a esquerda. Com a ponta dos dedos puxar suavemente as orelhas para cima, para os lados e para baixo pelo menos 9 vezes em cada direção. Continuar a massagear a parte interior das orelhas. Indicado para zumbidos nos ouvidos e para dificuldades com a audição.

Ouvido – com o dedo médio, tampar e destampar os ouvidos várias vezes. Em seguida, tampar o nariz com a mão direita e assoprar, tampando a boca, com o objetivo de destampar  os ouvidos e eliminar poeira. Repetir com a mão esquerda. Indicado para zumbidos nos ouvidos e para dificuldades com a audição.

Gengivas – utilizar a ponta dos dedos e massagear externamente a gengiva inferior e depois a superior.

Ombros, braços, antebraços e mãos e dedos – utilizar a mão direita para massagem do lado esquerdo e a mão esquerda para massagem o lado direito.

Joelhos -  flexionar levemente os joelhos e circular para a direita  e depois para a esquerda, suavemente.

Órgãos internos e vísceras –  colocar uma mão em cima da outra sobre o ponto (uns três centímetros) abaixo do umbigo (tan tien) e girá-las nove vezes em sentido horário (subindo pela direita e descendo pela esquerda). O efeito é o fortalecimento do funcionamento do estômago, dos intestinos e das vísceras.

Nos intervalos (das 7 às 7h30min) treinamos outras modalidades, como tui sho, espada, pa kua e outros. Quem sabe vai ensinando para os demais.

Ver Outras Práticas