Histórico

Depoimentos

Fotos

Histórico

Tudo começou com a mudança de Hildo Honório do Couto de Brasília para Goiânia. Em Brasília, ele era participante do movimento da Praça da Harmonia Universal na EQN 104/105 desde 2005. Ele vinha orientando a prática às quartas-feiras e, esporadicamente, em outros dias, quando algum monitor faltava. Por volta de março de 2011, ele fixou residência em Goiânia, tendo visitado diversos locais públicos em que pudesse continuar praticando o tai chi. Felizmente, bem próximo a sua nova residência está o belo Parque Vaca Brava, com um espaço destinado justamente a práticas corporais (barras, local para abdominais e outros exercícios), onde já havia um grupo de pessoas praticando exercícios orientados por uma especialista.
O professor Hildo começou a praticar tai chi sozinho em um canto desse espaço no início de março. Pouco depois, ele procurou o gerente do Parque, o senhor Darivan Nogueira, e falou de seu interesse em organizar um grupo de praticantes no local. Darivan se mostrou altamente interessado no assunto, tendo lhe apresentado José Henrique Eichler que, além de já estar participando dos exercícios que ali se praticavam, se mostrou muito interessado no tai chi. Como ele é uma espécie de relações públicas do Parque, começou a divulgar a intenção de Hildo entre os amigos. Ele próprio foi o primeiro a se apresentar para participar da atividade, uma vez que fazia ginástica a partir das oito horas da manhã, sendo que o tai chi começou a ser praticado das sete às oito horas.
Depois de José Henrique, o Henrique amigo de todos no Parque, as duas primeiras pessoas a se apresentar para a prática foram o casal Edival Demétrio de Araújo e Francisca Elba de Alencar de Araújo. Isso se deu por volta do mês junho de 2011. Logo a seguir, outras pessoas foram aparecendo, inclusive mais algumas que participavam dos exercícios físicos que estavam sendo praticados ao lado. O fato é que, atualmente (setembro de 2011), já temos uma média de nove a dez pessoas comparecendo às atividades de tai chi no Parque Vaca Brava de Goiânia. Já houve dia em compareceu um total de 24 pessoas. As pessoas mais frequentes na prática são (25 de agosto de 2011):

1. Francisca Elba de Alencar de Araújo
2. Maria Célia S. Bicalho
3. Ecy Nascimento Macedo
4. Adolfo Morgenstern
5. Terezinha Souza Gonçalves
6. Rogério Carlos Correia Fleury
7. Neli Márcia Junqueira Mamede
8. Maria Helena Pereira de Souza.
9. Scheila Correia M. L. Fleury
10. Martha K. Inuzuke
11. Neli Márcia Mamede

Seguindo os princípios que o Mestre Moo Shong Woo e seus auxiliares (mais de 20) vêm pondo em prática na PHU de Brasília, Hildo tem obedecido a sequência de atividades que se vê logo abaixo.

1. Cumprimento taoísta

2. Meditação

3. Leve aquecimento

4. Alongamento
Em geral, se procura alongar todos os músculos do corpo, na medida do possível.

5. Exercícios físicos
Às vezes se começa pela cabeça e se vai até os pés (direção da água, bom quando está quente), às vezes se começa pelos pés e se vai até a cabeça (direção do fogo, bom quando está fazendo frio). Há muitos exercícios para cada etapa, mas, devido à exiguidade do tempo, em geral se faz uma triagem entre eles, ou seja, apresentam-se apenas alguns de cada um deles.

6. Automassagem
Também aqui se procura massagear todo o corpo, indo da cabeça, passando pelo rosto, nariz, orelhas, ombros, os lados do corpo, a região lombar, as pernas etc.

7. Tai chi chuan propriamente dito
Hildo decidiu introduzir a sequência chamada de 13 movimentos, estilo yang, formada em Taiwan pelo mestre Chan Te Sheng no final do século XX. É uma das formas mais simples e fáceis de ser praticada. Mais tarde, ele tem intenção de introduzir pelo menos os chamados 24 movimentos, também estilo yang, formados durante o governo comunista chinês no final de década de 50 do século passado, a fim de facilitar a prática desses belos exercícios pelas massas. Essa forma é a mais praticada na PHU de Brasília.

8. Captação da energia solar
Quando há termpo. Geralmente não há.

9. A roda
Após a prática e/ou a captação da energia solar, juntam-se todos se abraçando em círculo, cada um diz seu nome e número de sequência na roda, a fim de que fique registrado o número de participantes no dia em questão.

10. Leitura de um texto do Tao te ching
Em seguida, alguém lê um dos 81 textos to livro Tao te ching, atribuído a Lao Tzu, uma fez que ele contém os fundamentos da filosofia taoísta que os praticantes de tai chi chuan seguem. Começamos pelo poema número 1. Quando chegamos ao 81, voltamos ao primeiro. Com isso, em 81 dias de prática passamos por todos os textos desse belo livro.

11. Fraternidade, saúde e paz
Por fim, ainda em círculo, todos se abraçam de novo e se despedem dizendo as três palavras "fraternidade, saúde e paz".

As primeiras fotos dos praticantes de tai chi chuan no Parque Vaca Brava datam de 7 de julho de 2011.